TRIBUNAL DE JUSTIÇA-TO CONTA COM A CRP TECNOLOGIA EM PROJETO DE PROTEÇÃO DE TRÁFEGO DE DADOS

NEWSLETTER

Postagens Recentes

Acompanhe todas nossas postagens

O  Tribunal de Justiça do Estado do Tocantins (TJ-TO)  modernizou sua infraestrutura para atender a demanda por alta disponibilidade da rede distribuída entre os fóruns e comarcas. Com foco na  segurança de dados,  através da  CRP Tecnologia o órgão  implantado  firewalls  de próxima geração  da  SonicWall, uma das maiores empresas de  cibersegurança  do mundo,  para proteger o tráfego de dados gerado por 11 mil advogados cadastrados, que realizam em média 3 milhões de acessos aos processos por mês em 39 comarcas.  


O tráfego de dados e imagens da rede do Tribunal  é expressivo: somente neste ano, já foram realizados mais de 38 mil videoconferências e mais de 600 audiências de custódia. O tribunal possui ainda com o “Balcão Virtual”, que atendeu até setembro mais 8.870 solicitações via chat. 


O ambiente do tribunal é distribuído por todo o Estado de Tocantins e é altamente crítico, pois atende 3 mil usuários internos. Para esse ecossistema, a solução da  SonicWall  foi instalada na sede do TJ-TO,  Corregedoria-Geral, anexos, Escola Superior da Magistratura Tocantinense (ESMAT) e nos fóruns das comarcas, totalizando a proteção das 47 unidades da rede em todo o interior do Estado,  infraestrutura que foi fundamental para apoiar o  teletrabalho  durante uma pandemia.  


“Os firewalls  de próxima geração implantados  são  soluções  robustas, preparada para lidar com atuais e futuras, fornecer os volumes exponenciais de processamento  de dados  e inspecionar todo o tráfego”, destacou  Ernandes  Rodrigues da Silva, diretor de Tecnologia da Informação do TJTO.  Todo esse fluxo é proveniente dos sistemas utilizados, o judicial “E- Proc ”, o sistema de processo administrativo “SEI”, gestão integrada sistema extrajudicial “GISE” e o sistema de gestão de pessoas “EGESP”.   


“Antes de qualquer download, todos os arquivos passam por filtro para execução controlada fora do ambiente de produção, na nuvem. O download é bloqueado automaticamente caso o arquivo contenha corrigido ”, pontuou Silva. Além disso, a tecnologia consegue conseguir zero  dia , ou seja, eventos baseados em correção ainda desconhecidas, fortalecendo a defesa digital. 


O grande desafio do tribunal era a agilidade na migração dos equipamentos antigos para os novos da  SonicWall. A janela de manutenção não poderia atrapalhar a entrada de processos ou paralisar os processos da justiça.  


A migração para o novo ambiente levou cerca de 30 minutos.  “Esse sucesso foi possível com o planejamento atenção das etapas anteriores, a dedicação da equipe interna e do tempo do nosso parceiro de cybersegurança, a CRP Tecnologia”, comentou Silva. A CRP Tecnologia é  um parceiro oficial da SonicWall em seu maior nível de especialização (Securit First Gold), e atuou em todo o processo de atendimento da implantação, desde uma fase da RFP até o treinamento dos técnicos na nova plataforma de segurança.       


Por fim, o  tribunal também adota o sistema de gerenciamento centralizado  da  SonicWall (GMS) para ambiente distribuído, ou seja, uma rede complexa e com diversas unidades inclusivas distantes como em outras cidades. “Essa plataforma concentração, em um único console, o inventário e a gestão dos equipamentos que estão espalhados em todo o Estado, facilitando o trabalho do tempo de TI”, destaca Alan Zago, gerente comercial da CRP Tecnologia. “Com esse projeto, o TJTO reafirma sua cultura de inovação digital, levando para todo o Estado o que há de mais avançado em segurança cibernética”.     



Créditos:  SonicWall  /  Gadcom  /  itforum

gdpr-image
Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Ao utilizar este site você concorda com nossa Política de Proteção de Dados.
Leia Mais